segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Novas midias = o drible das agências

O celular foi uma das mudanças mais importantes na vida dos brasileiros nos últimos anos, segundo a pesquisa Listening Post 2005 da agência de publicidade Ogilvy, que indica hábitos e comportamento. Para 60% dos pesquisados, o celular foi a mudança mais importante nos últimos anos - porcentual que chega a 68% na classe C. Para 45% dos brasileiros das classes A e B, a grande revolução é a Internet. O computador em casa, vital para 46% dos brasileiros dessas classes, tem hoje importância apenas para 21% dos brasileiros da classe C e para 11% da classe D. É um indicativo da força que a Internet terá na próxima década. Na mesma Listening Post feita em 1997 o celular, hoje presente na classe C e difundido nas classes de menor poder aquisitivo, era apontado como objeto de desejo. Naquele momento, o celular era citado como revolução só pelas classes A e B. Mesmo ainda longe da casa da maioria dos brasileiros, os computadores já invadiram a vida das comunidades mais carentes, seja na escola ou nas lan houses, casas de internet onde a garotada busca entretenimento. Com isso, tornam coletivo um hábito doméstico hoje quase restrito às classes A e B. A publicidade, diz Walter Longo, presidente da agência Synapsys, terá de aprender a lidar com novas mídias, como a outernet, exemplificada com a colocação de telas de plasma em elevadores; podcasting, novo formato de conteúdo com programação segmentada para ser consumido via áudio em computadores ou tocadores de MP3; e Advergame, a publicidade nos videogames.
As informações são de O Estado de S.Paulo.

2 comentários:

Prospecção Novos Negócios disse...

Prezada Giuliana,

Parabenizo-a pelas postagens, disseminaçao de conhecimento e referências técnicas em seu blog.

Com muita satisfação o seguerei em busca de maior aprimoramento profissional.

Cordialmente,

Rogério Magno.

Leminski disse...

Sem dúvida as novas mídias sempre encontram um caminho para informar e pesuadir de forma inusitada e eficaz.
Parabéns pelo blog,muito esclarecedor.